| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Nossa MPB
Desde: 10/10/2003      Publicadas: 17      Atualização: 07/11/2003

Capa |  Entrevistas  |  História  |  Nossa MPB  |  Shows  |  Últimos Lançamentos


 Entrevistas
  31/10/2003
  0 comentário(s)


Entrevista com o cantor Marcelo Miranda
Desde os 15 anos, Marcelo Miranda sabia que seu negócio era cantar. Hoje ele é um grande compositor e cantor, faz várias parcerias com muita gente famosa como Jorge Vercilo. Veja o que ele nos diz em entrevista cedida ao site.
Nossa: O que é o movimento outrossim?? Ele foi criado por vc e pelo cantor Jorge Vercilo, qual finalidade?
M: O Movimento Musical OutrosSim nasceu em 1997 quando eu e o Jorge Vercilo resolvemos somar esforços e preparar um espetáculo que fosse uma leitura ampla do que estava sendo criado, cantado e tocado no Brasil. A finalidade principal é a divulgação mais democrática e justa do trabalho dos artistas que fazem parte do movimento. Pra saber tudo sobre OutrosSim é só ir ao site www.outrossim.kit.net.

Nossa: Como e quando começou sua carreira e o que vc fazia antes de cantar?
M: A minha carreira profissional teve início quando eu comecei a tocar na noite do Rio em 1981 (aos 15 anos de idade). Antes eu apenas estudava.

Nossa: Quais são os seus planos para o futuro?
M: Eu continuarei produzindo o Movimento Musical OutrosSim no próximo ano e estou começando a escolher o repertório do meu 2º CD.

Nossa: Em geral, como os novos cantores (sem fama) são tratados pela mídia?
M: Como pessoas "não famosas". A gente tem que fazer muito esforço para conseguir um simples "tijolinho" num jornal ou uma chamadinha na rádio. A mídia se alimenta da própria mídia e não está nem um pouco interessada em descobrir nenhum novo talento.

Nossa: Qual o CD que não pode faltar no seu carro?
M: Bom, eu não dirijo... mas se tivesse CD player no carro eu teria que carregar muitos CDs, porque gosto de muitos artistas e estilos musicais.

Nossa: O que vc acha da polêmina na criação do veto ao direto autoral?
M: O tema me apavora! Perdoe a falta de informação, mas não sei nada sobre esse assunto.

Nossa: Como funciona o relação entre cantor e gravadora? O cantor grava o que a gravadora quer ou não?
M: É uma espécie de negociação. Depende muito do artista. Os produtores das gravadoras sempre fazem sugestões de repertório e cabe ao artista decidir se aquela música é adequada ou não. A pressão existe sim, mas cabe ao artista o direito de gerir sua carreira.

Nossa: Vc acha que as gravadoras vem favorecendo a pirataria?
M: Não posso afirmar isso, mas acho que tem muita coisa mal explicada aí!

Nossa: Para vc quem são as pérolas da MBP?
M: A sigla MPB hoje em dia me parece um pouco sem definição. Eu prefiro falar música brasileira simplesmente. O Brasil é um grande celeiro de maravilhosos artistas. Vou citar alguns que me influenciaram muito: Elis Regina, Milton Nascimento, Ivan Lins, Tom Jobim, Dorival Caymmi, João Bosco, Chico Buarque e muitos outros...

Nossa: O que vc acha da publicação de músicas em formato MP3 para download na internet?
M: Acho que é impossível lutar contra isso. A internet é ótima para artistas desconhecidos com eu e péssima para os famosos.

JOGO RÁPIDO

Uma qualidade: ser amigo
Um defeito: preguiça
Um prato: pizza
Um local: Búzios
Uma canção: "Encontros e Despedidas"
Uma cantora: Elis Regina
Um cantor: Al Jarreau
Um ídolo: Tom Jobim

  Autor:   Dayana Lima





Capa |  Entrevistas  |  História  |  Nossa MPB  |  Shows  |  Últimos Lançamentos
Busca em

  
17 Notícias